quarta-feira, 17 de janeiro de 2018

Inquilino do Acre em período eleitoral, Márcio Bittar tenta surfar na onda Bolsonaro

Márcio Bittar, candidato derrotado na última eleição para governador  e pré-candidato ao Senado da República tentar surfar na onda Bolsonaro. Em entrevista a rádio Comunitária Nova Era FM 87,9, no município de Tarauacá, Bittar defendeu a prisão perpétua para crimes hediondos, redução da maioridade penal, e também que apenados trabalhem para comer. 

Márcio que é campeão em trocar de legenda, não importa o seguimento que defenda, pois já foi socialista, social-democracia e agora pmdebista busca angariar votos com as ideias de Jair Bolsonaro. 

Antes do apoio de parte da população às ideias reacionária do pré-candidato à presidência da  República Jair Bolsonaro  ( PSL) , Márcio  nunca antes tinha se mostrado defensor das mesmas, inclusive já teve a chance de apresentar projetos que contemplasse o que ele fala atualmente. Pois na legislatura de 2011 a 2014 foi o parlamentar mais bem votado do Acre para à Câmara Federal. Contudo, não apresentou sequer um projeto desse tipo. Logo a retórica é bonita, todavia, a prática é outra. 

Outra ideia copiada de Bolsonaro é o porte de arma defendido pelo pré-candidato. Além disso, na qualidade de fazendeiro e que realiza desmate Bittar defende anistia para multas por derrubada e queimadas.

Não obstante a defesa de ideias estapafúrdia, Bittar é inquilino do Acre em época de eleição. Com exceção desse período, o postulante ao cargo de senador é igual caviar na mesa de pobre, a gente ouve falar mas não conhece. 

Por Leandro Matthaus
Blog Tarauacá Agora

Justiça mantém condenação de dupla por tráfico de drogas e posse ilegal de artefato explosivo

Somadas, penas dos réus chegam a mais de quinze anos de prisão.

Os desembargadores da Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Acre (TJAC) mantiveram condenação de dois homens por tráfico de drogas e posse ilegal de artefato explosivo. Com a negativa ao Apelo n°0001711-43.2017.8.01.000, A.M.de S.F. deverá cumprir dez anos e seis meses de reclusão, em regime fechado, e pagar 715 dias multa, enquanto, R.C. de O. cinco anos de reclusão, em regime fechado, e, pagar 210 dias multa.

Conforme afirmou o desembargador-relator Samoel Evangelista, “o porte de artefato explosivo é crime de perigo abstrato e de mera conduta, bastando que o agente incida no tipo penal para que esteja configurada a prática do crime, uma vez que o bem jurídico tutelado é a segurança pública e a paz social”.

Os réus recorreram contra a sentença emitida pela Vara de Delitos de Drogas e Acidentes de Trânsito da Comarca de Rio Branco, argumentando que a prova apresentada nos autos é insuficiente para embasar a condenação deles pelo crime de tráfico de drogas.

Voto do Relator

O desembargador-relator Samoel Evangelista confirmou a sentença de 1º Grau. “Examinando o conjunto probatório existente nos autos, firmo convicção idêntica à da Juíza singular. Julgo que o depoimento das testemunhas se mostram coerentes. Elas narraram que as investigações apontaram a casa dos apelantes como local de distribuição de drogas. Essa constatação foi ratificada pelos demais elementos de prova”, escreveu o magistrado.

Em seu voto, o desembargador ratificou que “os elementos constantes nos autos, permitem identificar com precisão o crime de tráfico de drogas havido e a impossibilidade de desclassificação, especialmente diante das peculiaridades do caso concreto”.

-- 

Ana Paula Batalha
Jornalista
(68) 9.9936-8733

Cáries: precisamos falar dessa questão de saúde pública

Com tratamento simples e prevenção conhecida, pesquisas ainda revelam que mais de 2 bilhões de pessoas têm cáries em todo o mundo

São Paulo, janeiro de 2018 - Parece um assunto comum, mas será que as pessoas sabem lidar com as cáries? Segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde) a cárie é considerada a doença não contagiosa mais comum em todo o mundo e cerca de 60 a 90% das crianças em idade escolar sofrem de cáries dentárias, um problema que atinge quase 100% dos adultos. Além desses dados, um estudo realizado em 2016 pelo pesquisador e professor Wagner Marcenes, na Universidade de Queen Mary, em Londres, aponta que mais de 2 bilhões de pessoas no mundo possuem cárie. 

Esses dados alarmantes mostram que mesmo sendo um assunto comum, ainda é preciso falar mais sobre os cuidados e consequências que as cáries podem trazer à saúde como dores, infecções e até a perda dos dentes. De acordo com o Dr. Sidnei Goldmann, mais de 60% da população não tem um ou mais dentes, fator que pode acarretar inúmeros outros problemas de saúde que vão desde dores de cabeça, até de coluna. 

Inúmeros são os motivos que levam as pessoas a deixarem os cuidados bucais de lado, entre eles estão a falta de informação, traumas de tratamentos dentários e até falta de dinheiro para esse investimento. O que poucos sabem é que 90% dos problemas bucais podem ser resolvidos com uma boa escovação, principalmente as cáries. Segundo o especialista, com mais de 20 anos de carreira e especialização em implantes dentários, cuidar da saúde bucal é mais importante para o organismo do que muita gente imagina. 

“Além da escovação, é preciso ficar atento a outros fatores que diminuem a qualidade de vida e que estão diretamente ligados a esses cuidados como sensibilidade dos dentes que atinge cerca de 25% da população, bruxismo, que atinge cerca de 40% dos brasileiros, tensão na região da boca e muito mais”, explica Dr. Goldmann.



O especialista reforça que a mudança dos hábitos alimentares ao longo dos anos também contribuem para os dados alarmantes. “É preciso conscientizar a população de que a escovação e o tratamento correto de problemas bucais vão muito além da estética, principalmente quando o consumo de açúcares tem sido alto tanto para adultos como para crianças”, finaliza.



O profissional também dá dicas de como deixar o sorriso mais saudável a partir de pequenas atitudes no dia a dia. Confira:

Usar fio dental com cuidado todos os dias;


Consumir alimentos fibrosos, como por exemplo frutas, que massageiam as gengivas, as deixando firmes e com aspecto saudável;


Sempre que se olhar no espelho, analisar a boca e os dentes com atenção. Assim, é possível identificar aspectos indesejados no sorriso, perceber manchas e alguma falha, podendo buscar ajuda profissional para solucionar esses problemas;


Sempre que tomar vinho, comer alimentos pigmentados como chocolate, molho de soja, molhos em geral, caprichar na escovação para não manchar os dentes;


Procurar um dentista a cada seis meses pelo menos para um checkup e remoção de tártaro .



Sobre Dr. Sidnei Goldmann:


Dr. Sidnei Goldmann tem mais de 20 anos de carreira, é graduado em estética bucal, especialista em implantes dentários, membro da Sociedade Brasileira de Odontologia Estética e da Academia Americana de Osseointegração. Foi um dos pioneiros no uso de facetas laminadas (iniciou em 1993) e é um dos poucos profissionais que já oferece inovações no mercado odontológico como o aparelho invisível.



Apresentação Dr. Sidnei Goldmann: Canal do YouTube




Mais informações para a imprensa:

Julyana Castro - (11) 98442-2000

terça-feira, 16 de janeiro de 2018

Para prender Lula, 'vai ter que matar gente', diz presidente do PT

Possibilidade de prisão no dia 24 já foi descartada pelo TRF-4

POR O GLOBO

A presidente do PT, senadora Gleisi Hoffmann - Eraldo Peres / AP / 5-7-17

RIO — A oito dias do julgamento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), a presidente do PT, senadora Gleisi Hoffmann, disse que para Lula ser preso "vai ter que prender muita gente, mais do que isso, vai ter que matar gente". As declarações de Gleisi, dadas ao site Poder360, ocorrem após o presidente do TRF-4 ir a Brasília discutir questões de segurança durante o julgamento do recurso petista. Lula foi condenado a nove anos e seis meses de prisão pelo juiz Sergio Moro.

— Para prender o Lula, vai ter que prender muita gente, mas, mais do que isso, vai ter que matar gente. Aí, vai ter que matar — afirmou Gleisi.

A possibilidade de prisão de Lula logo após decisão do TRF-4 no dia 24 de janeiro — caso a condenação venha a ser confirmada pelo tribunal — foi descartada pelo próprio tribunal. Na última semana, o TRF-4 divulgou nota afirmando que eventual prisão dos envolvidos no julgamento só ocorrerá após a análise de todos os recursos cabíveis à corte.

Depois, no Twitter, a presidente do PT minimizou a declaração:

Na minha fala ao site Poder 360, usei uma força de expressão p/ dizer o quanto Lula é amado pelo povo brasileiro. É o maior líder popular do país e está sendo vítima de injustiças e violências q atingem quem o admira. Como ñ se revoltar c/condenação s/ provas? Política e injusta", escreveu a senadora.

EFEITOS SOBRE CANDIDATURA

Ao Poder360, Gleisi Hoffmann declarou esperar apenas a absolvição de Lula, criticou o processo judicial e disse que uma eventual condenação significará que os juízes "desceram para o 'play' da política […] No ‘play’ da política nós vamos jogar […] E vamos jogar pesado".

Segundo ela, o resultado do caso no TRF-4 não pode tirar o petista da disputa pela Presidência, em outubro.

— Essa condenação não tem nada a ver com a candidatura. A candidatura do Lula vai ser decidida na Justiça Eleitoral. Porque a candidatura só se resolve na Justiça Eleitoral. É em outra esfera. Não tem nada que nos impeça de registrar Lula como candidato no dia 15 de agosto — disse a senadora petista.


Gleisi afirmou que o partido não tem um plano alternativo à candidatura de Lula. A estratégia é registrar a candidatura para colocar o petista nas urnas.

— Como é que vai cassar o voto de 40, de 50 milhões de brasileiros? — argumentou Gleisi, fazendo referência à quantidade de votos que o partido supõe que obterá com a candidatura do ex-presidente.

stest

Tarauacá tem governante ?

Tarauacá tem governante ? Eis uma pergunta difícil de responder se formos levar no pé da letra o que significa ser governante. Contudo, é certo que temos uma governante, péssima, mas temos. 

Péssima mesmo, pois uma senhora quarentona que pela segunda vez o  povo lhe concedeu o direito de governar sua terra natal, porém, deixa a deriva, não merece outro adjetivo senão este que foi mencionado deste o primeiro parágrafo.  

As ruas de uma cidade é como o piso de nosso lar, se está sujo é porque somos um ser sem higiênico,  de forma analógica o mesmo conceito se aplica as ruas de uma cidade. Se não é bem cuidada é porque o governante é um ser despreparado para o cargo.

Tarauacá é uma cidade sem governante pelo menos em tese. As ruas se transformaram em ramais intrafegáveis, com crateras gigante e um lamaçal que mais parece chiqueiro de porco.

O lema de campanha "Avança Tarauacá" da atual gestora parece  ter ficado apenas nos cartazes da época de campanha, pois nada avançou senão os buracos. A Praça do centro da cidade é vergonhoso. Por falar em vergonha é algo que falta na atual gestão. Senão não estaríamos nesse lamaçal. 

Por Leandro Matthaus 
Blog Tarauacá Agora

Muro do presídio de Tarauacá é derrubado em obra e sindicato dos agentes reclama de insegurança

Em dezembro do ano passado, 20 presos fugiram do presídio de Tarauacá e nove foram recapturados. Iapen diz que empresa suspendeu obras devido fortes chuvas na região e não tem previsão para retorno.

Por Iryá Rodrigues, G1 AC, Rio Branco



Parte do muro foi derrubada em obra de ampliação que foi suspensa por conta de fortes chuvas (Foto: Arquivo pessoal)

Parte do muro da unidade prisional Moacyr Prado, em Tarauacá, foi derrubada há mais de 40 dias durante obras de ampliação do presídio e, em seguida, a empresa responsável pela revitalização suspendeu as obras por conta das chuvas.

A informação foi repassada nesta terça-feira (16) pelo Sindicato dos Agentes Penitenciários do Acre (Sindapen) que reclama de insegurança.

Em dezembro de 2017, 20 detentos que cumprem pena no presídio do interior do estado fugiram pela parte de trás da unidade onde o muro já estava sendo reconstruído. Segundo o sindicato, nove presos foram recapturados até esta terça.

A chefe de gabinete do Instituto Penitenciário do Acre (Iapen-AC), Raquel Ribera, confirmou a informação de que o muro foi derrubado e que as obras estão paradas devido as fortes chuvas na região.“Nossa equipe de arquitetura e engenharia esteve lá [no presídio] e constatou que é inviável continuar a obra diante das chuvas. Não tem como, porque eles tentam e o trabalho desfaz. Então, o pedido da empresa, em conjunto com a nossa equipe de infraestrutura para a presidência, é que realmente suspenda nesse momento”, afirmou a chefe do gabinete.

Raquel falou ainda que não há previsão para a empresa retomar as atividades de ampliação do presídio. "Não tem uma data prevista para o retorno da obra, porque a gente depende da natureza nesse caso. Assim que melhorar um pouco, retoma as obras", disse.
Parte do muro que foi derrubada tem cerca de 30 metros, segundo sindicato (Foto: Arquivo pessoal)

O presidente do Sindapen, Lucas Bolzoni, informou que a preocupação é que o presídio tem déficit de mais de 300 vagas, já que atualmente tem mais de 400 detentos para 80 vagas.

Além disso, ele falou sobre o baixo número de agentes penitenciários. A parte do muro que foi derrubada tem cerca de 30 metros.

“Eles vão fazer uma ampliação e um novo pavilhão, mas agora pararam as obras e deixaram uma estrutura de ferro, que é totalmente vulnerável. Isso em uma cadeia superlotada. A empresa alega que suspendeu por conta do período de chuvas e vão esperar parar, lá para abril eles retornam as obras”, reclamou o presidente do sindicato.

Bolzoni afirmou que atualmente somente cinco agentes trabalham em cada plantão para cuidar de mais de 400 presos. “Os órgãos ligados ao Ministério da Justiça recomendam a proporção de cinco presos para cada um agente. E hoje estamos ultrapassando mais de 15 vezes isso. Então, além da estrutura precária do prédio, temos essa falta de efetivo”, disse.

O presidente do sindicato falou ainda sobre o que os agentes temem com a derrubada do muro. “A gente teme tanto que haja mais evasão de presos quanto invasão do próprio presídio. Sabemos do contexto que vivemos e temos medo que tentem invadir o presídio para atentar contra a vida de pessoas de facções rivais, ou até mesmo contra a vida dos próprios servidores”, concluiu.

MPF quer pena de 386 anos de prisão para Eduardo Cunha e 78 anos para Henrique Eduardo Alves

Pedido está nas alegações finais do MP à Justiça sobre suposto pagamento de propina. Para a defesa de Cunha, pedido é 'ficção científica'. Segundo a de Henrique Alves, é 'completamente absurdo'.

Por Camila Bomfim, TV Globo, Brasília

MP pede pena de 386 anos de prisão para ex-deputado Eduardo Cunha

O Ministério Público Federal (MPF) no Distrito Federal pediu a condenação dos ex-deputados Eduardo Cunha (PMDB-RJ) e Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN) em alegações finais apresentadas à Justiça Federal na ação penal derivada da operação Sépsis, que investiga desvios no Fundo de Investimentos do FGTS (FI-FGTS), administrado pela Caixa Econômica Federal. Os dois políticos estão presos e são investigados em várias frentes.


Para Eduardo Cunha, o Ministério Público pediu pena de 386 anos de prisão por crimes de corrupção passiva e ativa, prevaricação (crime contra a administração pública) e lavagem de dinheiro. Para Henrique Eduardo Alves, ex-ministro e ex-lpresidente da Câmara, o MP pede 78 anos de prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

A defesa de Eduardo Cunha afirmou que o documento do MPF é uma “ficção científica, sem provas, com afirmações inverídicas que não podem sustentar uma condenação”.

Para a defesa de Henrique Alves, o pedido de condenação "é completamente absurdo". "O Ministério Público, que é também fiscal da lei, deveria ter a dignidade de reconhecer não haver provado qualquer fato criminoso em relação a ele e pedir sua absolvição. Lamentavelmente se vive um momento no País em que se busca condenações a qualquer custo, mesmo que ela não esteja baseada na prova dos autos", afirmaram os defensores do ex-ministro.

O pedido do MPF foi enviado à Justiça Federal em Brasília. Antes de decisão do juiz do caso, Vallisney de Oliveira, os acusados também vão apresentar alegações finais.


No documento de 118 páginas, o MPF também explica as penas sugeridas a Cunha e Henrique Alves, observando que os dois são "políticos experientes" e "ocupantes dos mais altos cargos da República".

"Iguamente é essencial para a definição das penas de Henrique Alves e Eduardo Cunha a constatação de serem estes criminosos em série (criminal serial), fazendo da política e da vida pública um caminho para a vida delituosa", argumentou o MPF no pedido à Justiça.

"De fato, restou demonstrado no curso da ação penal que Cunha e Alves possuem personalidades voltadas para o crime, para a corrupção em seu sentido mais amplo", completa o MPF.

Cunha foi preso em outubro de 2016 por outra investigação relacionada à Lava Jato onde ele é acusado de receber propina de contrato de exploração de Petróleo no Benin, na África, e de usar contas na Suíça para lavar o dinheiro.

Henrique Alves foi preso em junho de 2017 em operação da Polícia Federal, também desdobramento da Lava Jato, que investigou corrupção ativa e passiva e lavagem de dinheiro na construção da Arena das Dunas, em Natal (RN).

Preço da corrupção

No documento entregue à Justiça Federal, o MPF também pede a condenação de Eduardo Cunha e Henrique Eduardo Alves ao pagamento de danos materiais e morais causados pelos prejuízos causados pela corrupção à ordem econômica e à administração pública.

Segundo os cálculos do MPF, o valor cobrado é de duas vezes o montante da propina envolvida no esquema. Para Eduardo Cunha, o MPF pede R$ 13,7 milhões e para Henrique Alves R$ 3,2 milhões.

Operação Sépsis

A operação Sépsis foi deflagrada em 1º de julho de 2016 como desdobramento da operação Lava Jato. O objetivo da operação Sépsis foi investigar um suposto esquema de pagamento de propina para liberação de recursos do FI-FGTS.

Cunha é réu nesse caso desde outubro de 2016. Além dele e de Henrique Alves, também são réus Fábio Cleto, ex-vice-presidente da Caixa, o empresário Alexandre Margotto e Lúcio Funaoro, apontado como operador de propinas do PMDB.

A denúncia do Ministério Público que originou o processo afirma que os investigados cobraram e receberam propina de empresas interessadas em obter empréstimos do FI-FGTS.

Na delação premiada, Fábio Cleto, indicado para a Caixa por Cunha, narrou irregularidades que teriam ocorrido entre 2011 e 2015. Nesse período, Cunha teria ficado com 80% da propina desviada do fundo; Funaro, com 12%; Cleto, com 4%; e Margotto, também com 4%.

Jenilson solicita à Nazareth reforço em segurança e saúde para Brasileiros que irão ao encontro do Papa no Peru



O deputado estadual Jenilson Leite (PCdoB), presidente da Comissão de Segurança Pública e Narcotráfico da Aleac, se reuniu com a governadora em exercício do Acre, Nazareth Araújo (PT), para discutir a segurança na fronteira do Brasil com Peru, na cidade de Assis Brasil, durante a visita do líder da Igreja Católica ao Peru.

O deputado solicitou da gestora, que o governo do estado reforce o policiamento na fronteira em função da visita Pontífice ao Peru, na cidade Puerto Maldonado, a 600 quilômetros do Acre. O líder da Igreja Católica visitará o país vizinho durante os dias 18 a 21 de janeiro.


Preocupado com segurança dos brasileiros que irão se deslocar ao Peru, Leite pediu a petista que envie mais policiamento ao município de Assis Brasil, e um delegado.

Além disso, o parlamentar pediu ainda, que o serviço de urgência e emergência da fronteira seja reforçado prevendo um eventual acontecimento inesperado em decorrência do fluxo de veículos.

A estima é que cerca de 300 a 500 mil pessoas vá à cidade ver o Pontífice. Mediante isso, como a rodovia que dá acesso é federal, Leite encaminhou um ofício ao DNIT para que tome providências com relação aos animais em meio da rodovia.

A partir do dia 17, ninguém entrará mais no Peru, além dos que já estão com a autorização concedidas pelo consulado ou embaixada do país andino.

Já nesta terça-feira (16), as forças de forças de segurança do Estado, CIOPAER (aeronave), PF e PRF realizarão diariamente a Operação Santidade com objetivos coibir qualquer tipo de ameaças à segurança dos peregrinos e do primeiro papa sul-americano.

Serão utilizados equipes do BOPE, Canil , batalhão ambiental e táticos dos municípios de Xapuri, Brasileia e Assis Brasil.

A ação contará ainda com o apoio médico do Exército brasileiro em Assis Brasil, bem como Ambulâncias para transporte de feridos e a Aeronave da Secretaria de segurança pública.

Ações de seguranças foram discutidas pelo secretário de segurança pública, Emylson Farias, com as forças federais. Além disso, o governo do Estado contará com o apoio Policia Nacional Peruana e da Bolívia.

Todas as operações serão acompanhadas pelo Secretário de segurança e os comandantes da PM, Corpo de Bombeiros, Polícia Civil e Exército Brasileiro, bem como pelo Superintendente da Polícia Rodoviária Federal e Polícia Federal.

Assessoria: Parlamentar

domingo, 14 de janeiro de 2018

Deputado Moisés Diniz lança campanha de doação para o Hospital do Câncer


Parlamentar acreano deixou claro que não pretende mais concorrer a nenhum cargo político

SALOMÃO MATOS, DA CONTILNET


Na intenção simples de ajudar, parafraseando “cada um dá o que tem’, em um gesto absolutamente humano, o deputado federal pelo Acre, Moisés Diniz (PCdoB), vem realizando uma campanha na internet para arrecadar recursos financeiros e ajudar Hospital do Câncer do Brasil.

Professor, escritor e poeta, Diniz vem ofertando um exemplar de um de seus livros “O Santo de Deus” a quem fizer qualquer doação em nome do Hospital. A regra para receber o livro, diz a campanha do parlamentar comunista, é enviar fotos do depósito bancário de qualquer valor em nome do hospital para o e mail pessoal dele ou em sua página do Facebook e receberá o exemplar em casa.

Segundo o deputado, longe de parecer uma ação de campanha para angariar votos ou a simpatia da sociedade e do eleitorado, Diniz deixou claro que não pretende mais concorrer a nenhum cargo político.

Confira a campanha de arrecadação que ele vem fazendo na rede social:

"Ingrata", diz apoiadores de Jesus Sérgio se referindo à Prefeita Marilete Vitorino



Vários apoiadores do deputado estadual Jesus Sérgio (PDT) e pré-candidato ao Congresso Nacional, leia-se Câmara Baixa, não poupam críticas à prefeita Marilete Vitorino (PSD) pelo seu ato de ingratidão com o parlamentar. 

Jesus foi um dos defensores da candidatura da gestora e da união com  Chico Batista (PP), vice-prefeito e seu tio. O apoio do deputado foi importante para a vitória, comenta os críticos, e com razão.  "Ele adoeceu de tanto fazer campanha para Marilete, mas ela lhe recompensa apoiando o Marivaldo Melo (PSD) que ninguém conhece e nada fez para ela vencer", comentou indignada uma importante liderança do grupo político do pedetista. 

O apoio de Marilete ao seu correlegionário causará ruptura com muitos aliados. Aguardem os próximos capítulos! 

Cruzeiro do Sul: Moradores da comunidade do Olivença são contemplados com água tratada


A longa espera por água potável na torneira dos moradores da comunidade Olivença, em Cruzeiro do Sul, acabou. O bem mais precioso da humanidade que é à  água potável agora faz parte da rotina de dezenas de famílias que vive nessa comunidade no baixo rio Juruá. 

A entrega do poço artesiano e dos equipamentos de tratamento de água foi realizado no sábado (13), pelo diretor-presidente do DEPASA Edvaldo Magalhães. Uma festa e tanto para os contemplados. 




O sonho do líquido mais gostoso da terra na torneira tornou-se realidade. Com isso, as angústias de carregar o balde de água numa distância de quase um quilômetro das casas para margem do rio cessou. Viva o progresso! 

À água tratada é um avanço numa comunidade, pois representa melhor qualidade de vida. 

Por Leandro Matthaus 
Blog Tarauacá Agora 

“Obras do programa de saneamento ambiental integrado nos municípios isolados do Acre estão em fase de conclusão; governo está investindo 120 milhões de reais”, garante Edvaldo Magalhães

Edvaldo Magalhães 

Nesta manhã de domingo (14), no hotel São José em Cruzeiro do Sul, o diretor-presidente do DEPASA Edvaldo Magalhães recebeu a imprensa local para falar a respeito dos investimentos que o Órgão está fazendo nos quatro municípios isolados do Estado: Marechal Thaumaturgo, Santa Rosa, Jordão e Porto Walter. 

Foto: Chico Melo

Num país com mais de duzentos milhões de habitantes apenas trinta por cento dessas pessoas tem acesso a esgoto tratado. Sendo que na região norte do Brasil, Rio Branco (capital do Acre) é a que mais investe em saneamento, trinta por cento dos rio-branquenses são contemplados.

Em relação aos municípios isolados do Acre o governo do Estado está investindo 120 milhões que contempla quatro pilares: pavimentação, tratamento de esgoto, água tratada e drenagem das águas pluviais. “As áreas urbanas destas quatro cidades serão todas modificada radicalmente, dando um salto no IDH desses municípios”, pondera o gestor. 

O grande desafio de construir nessas cidades é o isolamento. Rios que não dão condições de navegação, somente num curto período de tempo, apenas três meses do ano (de janeiro a março) é possível transportar o material que é usado na pavimentação de ruas. 

Das quatro cidades, Marechal Thaumaturgo é que as obras estão mais avançadas. A parte de pavimentação será concluída em fevereiro de 2018, sendo oito quilômetros de ruas. Por outro lado, Jordão é a cidade que está mais atrasas, pois a empresa não conseguiu cumprir as cláusulas contratuais e foi feito um destrato. Uma nova empresa deve assumir as obras depois do processo licitatório para a conclusão dos trabalhos de pavimentação, cerca de quase cinco quilômetros de ruas. 

O governo do Estado adquiriu 300 milhões de reais junto ao Banco Mundial via empréstimo. O contrato foi assinado em 2015. Pelo contrato ficou acordado 120 milhões seriam investidos nas áreas de saneamento nos municípios isolados, através do programa de saneamento ambiental integrado.

Edvaldo Magalhães falou ainda sobre a situação dos prejuízos causados pela falta de energia no Vale do Juruá. Segundo ele, a Eletrobrás-AC será responsabilidade judicialmente pela queima de equipamentos, e outros problemas decorrentes da falta de energia. 

Ainda segundo o gestor, produzir água é muito caro. O cliente paga por mil litro de água potável 17 centavos. Contudo, a maioria dos clientes estão inadimplentes, por isso o Órgão tomará medidas para garantir o pagamento. Uma vez que a falta de pagamento gera uma dívida mensal ao tesouro do Estado dois milhões de reais.

Por Leandro Matthaus 
Blog Tarauacá Agora 


Cármen Lúcia vai discutir segurança do julgamento de Lula com a Polícia Federal

Por Andreia Sadi G1 Blog

A presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Carmen Lúcia, vai discutir com a Polícia Federal a segurança em torno do julgamento do ex-presidente Lula, marcado para o dia 24.

Nesta segunda (15), ela se encontra com o presidente Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), desembargador Carlos Thompson Flores, para tratar do mesmo assunto.

A assessoria da ministra esclareceu ao blog que, pelos jornais, o tribunal tomou conhecimento de ameaças a juízes.

Cármen Lucia e o diretor-geral da PF, Fernando Segovia, devem trocar ideias nesta semana sobre a segurança do julgamento e também sobre a segurança dos juízes.

Como a PF é subordinada ao Ministério da Justiça, a ministra vai conversar com as autoridades responsáveis sobre a segurança da sessão.

O STF rechaça qualquer insinuação de que o encontro, pedido pelo desembargador, tenha a ver com o conteúdo do julgamento.

Lula não tem foro privilegiado e qualquer recurso sobre ele será no Superior Tribunal de Justiça (STJ).

Cármen Lúcia também preside o Conselho Nacional de Justiça, que tem um departamento exclusivo para cuidar da segurança de juízes e desembargadores.

A assessoria da ministra afirmou ao blog que, embora a pauta não tenha sido adiantada, este deverá ser o principal assunto do encontro.