quinta-feira, 21 de setembro de 2017

Porto Walter: Prefeito antecipa metade do 13° salário dos servidores; pagamento do mês de setembro está pago sendo a partir desta quinta-feira (21).

Não é à toa que o peemedebista Zezinho Barbary , prefeito de Porto Walter- município isolado na região do Juruá, é considerado um dos melhores administradores dos recursos públicos do Estado. O gestor está pagando pelo quinto ano consecutivo o décimo terceiro de forma antecipada. Neste ano, ele está antecipando metade do salário extra que o servidor público faz jus. 
O capital foi depositado nas contas dos trabalhadores de Porto Walter nos dias 19 e 20 de setembro. Além disso, a partir desta quinta-feira até sábado (23) o salário de setembro estará disponível para saque. 

Não bastasse os 50% do décimo terceiro e o salário mensal, Barbary está realizando um magnífico festival do milho para aquecer ainda mais a economia do município com a ida dos turistas à cidade do Vale do Juruá. 

Outra façanha do peemedebista que tem feito mágica com pouco recursos em tempos sombrios da economia, foi o pagamento do 14° salário aos professores em 2016. 

Por Leandro Matthaus
Blog Tarauacá Agora


Em Brasília, Tião Viana consegue mudança de sinal digital para a TV Aldeia



O governador Tião Viana se reuniu nesta quarta-feira, 20, em Brasília, com o presidente da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), Juarez Quadros, com quem conseguiu o apoio para a mudança de sinal analógico para digital da TV Aldeia, emissora que faz parte da Rede Pública de Comunicação. Participaram ainda da agenda o diretor da Anatel, Aníbal Diniz, a secretária de Estado de Comunicação, Andréa Zílio, e o procurador do Estado Armando Melo.

O desligamento do sinal analógico em todo o Brasil é uma determinação do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações e da Anatel. Com o apoio da Anatel, a tecnologia e os equipamentos necessários para a mudança serão adquiridos para efetivar a mudança.

“Conseguimos com a Anatel a mudança para TV digital do nosso sistema de TV pública. Apoio do amigo presidente Juarez Quadros e do ex-senador Aníbal Diniz, que faz parte da diretoria da Agência. É um ato de grande contribuição para o Acre que a Anatel está fazendo”, reconheceu o governador.

Na TV Digital a diferença é o tipo de transmissão. Na transmissão digital não há perda de qualidade no processo, ou seja, áudio e vídeo mantêm 100% da qualidade da transmissão original, eliminando chuviscos e interferências na recepção, característicos do sistema analógico. Na transmissão digital a imagem possui muito mais definição e o áudio, uma qualidade superior à da transmissão analógica, melhorando, assim, a qualidade do conteúdo.

Sobre o processo no país, Juarez Quadros afirmou: “O Brasil está vivendo um case fantástico pela maneira como estamos trabalhando a digitalização. A partir desse compromisso do Acre e de todo o esforço do governador Tião Viana, temos a emissora pública do Acre inserida neste momento”.
Reforço do compromisso

A TV Aldeia foi instalada pelo governo do Estado com concessão do Ministério das Comunicações em 1985, mas só trabalhou de forma efetiva a partir de 2002, quando as retransmissoras foram instaladas nos municípios acreanos. Hoje, ela é vinculada à Fundação Aldeia de Comunicação (Fundac) e contém programação exclusiva junto com a TV Brasil.

A secretária Andréa Zílio conta que a TV Aldeia sempre foi um anseio muito grande ao compromisso desta gestão. Inclusive, com a questão de recursos e por acreditar que dá para produzir com a equipe da Secom e da Fundac de maneira otimizada.

“Fico imensamente feliz com o resultado da reunião na Anatel. O foco será melhorar a potência também, iniciando com atuação em Rio Branco, Bujari e Senador Guiomard. Agora é correr contra o tempo, trabalhando muito para tudo acontecer e pensar nessa fase com nova linguagem e uma programação mais interativa, sempre com caráter educativo e de informar o povo do Acre”, conta.

Além de todo esse trabalho, atualmente a Secom se destaca por realizar a manutenção e preparação de seu parque de transmissão das AM Difusora Acreana para mudança de classe, significando modernização e considerando um maior alcance de transmissão. Junto a isso, todos os transmissores, incluindo a Aldeia FM estão tendo manutenção e correção de defeitos.

Agência Acre

terça-feira, 19 de setembro de 2017

Tarauacá: Janaína e Lauro se reúnem com moradores do trapiche do bairro Triângulo



A vereadora Janaina Furtado da Rede Sustentabilidade, e o Vereador Lauro Benigno do PCdoB, se reuniram na tarde desta segunda feira (18), com um grupo de moradores do "trapiche" que fica localizado no final da Rua Padre Humbert, Bairro Triângulo.

A comunidade convidou os parlamentares e pediu que os mesmos intercedam junto à prefeitura, para que seja construído um aterro no lugar do trapiche que já se encontra quase todo destruído.

"A reivindicação da comunidade é justa, já que a abertura da rua cria melhores condições de acessibilidade e permite que as empresas de fornecimento de água e luz possam estender suas redes até as residências do local", disse Janaina. São em média 10 famílias que serão beneficiadas com a ação do poder público.

Os vereadores se comprometeram em conversar com a prefeita Marilete Vitorino e apresentar a reivindicação dos moradores.
Assessoria

Dia Mundial do Alzheimer - Oito mitos e verdades sobre a doença

Por Fernanda Brandão


No próximo dia 21 é celebrado o Dia Mundial do Alzheimer e para esclarecer algumas informações que podem nos confundir devido a alguns mitos da 'sabedoria' popular, a EUROIMMUN, laboratório especializado no diagnóstico de doenças autoimunes, infecciosas, alergias e genéticas, esclarece oito mitos e verdades sobre o Alzheimer.

Alzheimer é uma doença genética

MITO. Apenas 2 a 5% dos casos de Alzheimer são causados por mutação genética, e mesmo assim sem correlação de hereditariedade. A maioria das desordens mentais, como o Alzheimer, são aleatórias e o fator de risco mais importante é a idade.

2. O primeiro sintoma da doença de Alzheimer é a perda de memória.

MITO. A perda de memória é um sinal comum do Alzheimer mas nem sempre é o sintoma inicial. A dificuldade de linguagem, desorientação no tempo e espaço, alterações de comportamento e humor e dificuldade de planejamento são em muitos casos os primeiros sintomas da doença.

3. Nem todos os problemas de memória são devido ao Alzheimer

VERDADEIRO. O Alzheimer é apenas uma das doenças que podem afetar a memória. O estresse, depressão, diabetes, doença da tireóide e outras demências como Doença de Parkinson e esclerose múltipla, podem afetar a memória.

4. Mulheres têm mais chance de desenvolver Alzheimer

VERDADEIRO. A doença de Alzheimer afeta duas vezes mais mulheres que os homens! O fato é que as mulheres vivem mais que os homens e um dos principais fatores de risco da doença é a idade.

5. Demências são consequências do envelhecimento

MITO. Primeiro devemos explicar que demência não significa loucura. Demência é um quadro diagnóstico cujo paciente apresenta perda cognitiva progressiva. As demências não são consequência do envelhecimento, apesar de comum, as demências não fazem parte do envelhecimento normal.

6. O diagnóstico do Alzheimer é muito difícil

FALSO. Não existe um único critério específico e confiável para o diagnóstico de Alzheimer, mas uma combinação de testes, e todos disponíveis na medicina laboratorial. A combinação de anamnese, perfil neuropsicológico, imagens cerebrais e biomarcadores de líquor (proteína total tau, tau fosforilada, Beta-amilóides 1-40 e 1-42) diferenciam o Alzheimer de outras demências ainda no estágio inicial da doença. Esses testes estão todos disponíveis no Brasil atualmente, converse com seu médico.

7. A doença de Alzheimer não tem cura.

VERDADEIRO. Apesar de não ter cura, alguns tratamentos podem retardar a evolução da doença e minimizar os sintomas. Por isso o diagnóstico precoce é um importante aliado para retardar a progressão da doença.

8. É possível evitar o Alzheimer.

PARCIALMENTE VERDADEIRO.Atividades cognitivas, alimentação saudável e exercícios físicos apesar de não impedirem o desenvolvimento da doença, contribuem para retardar o início e o aparecimento dos sintomas.

A EUROIMMUN disponibiliza os Biomarcadores de Alzheimer:

Sobre a EUROIMMUN

A EUROIMMUN AG é líder em diagnóstico laboratorial. Mais de 2.400 funcionários em todo mundo desenvolvem, produzem e distribuem sistemas de testes diagnósticos, software e soluções em automação. Os produtos da EUROIMMUN são utilizados no diagnóstico de doenças autoimunes, infecciosas e alérgicas em mais de 150 países, além de oferecer análises genéticas.

segunda-feira, 18 de setembro de 2017

Jorge Viana participa da posse da nova Procuradora da República Raquel Dodge

Senador diz que espera firmeza e imparcialidade da nova chefe do Ministério Público Federal.

O senador Jorge Viana participou na manhã desta segunda-feira (18) da posse da nova procuradora-geral da República, Raquel Dodge. Em discurso no plenário do Senado, o parlamentar acreano defendeu que a nova procuradora continue no trabalho de combate à corrupção, mas combatendo os excessos que levam o país a uma crise institucional sem precedentes.

“Espero que a nova procuradora possa pôr fim aos vazamentos seletivos e criminosos, que ela possa, com a sua equipe, controlar para que não haja um excesso por parte de membros do próprio Ministério Público no sentido de usurpar poderes que não lhes cabe e, essencialmente, que eles possam ajudar o Brasil a combater a corrupção a levar adiante essas ações todas que envolvem Lava Jato, mas que não se faça isso em cima de injustiça”, destacou Viana.

Jorge Viana criticou o uso da delação premiada como condenação sem provas e sem investigação. “A delação premiada é algo fundamental. Nós enfrentamos o crime organizado no Acre há 20 anos utilizando esse recurso. Mas isso não pode ser uma sentença, como tem sido tratado hoje, porque o bandido, o criminoso quer se livrar do crime que ele já cometeu”, alertou em discurso.

Jorge Viana lembrou da relação da nova procuradora com o Acre, quando atuou no combate ao crime organizado e ao esquadrão da morte. “Além disso, é uma comprometida com a causa dos Direitos Humanos, com a causa ambiental, com a causa dos povos originários indígenas”.

O senador elogiou a postura da nova chefe da Procuradoria e disse esperar que os compromissos assumidos por Dodge sejam efetivamente cumpridos. “Acho que ela fez um discurso muito correto, apropriado. Se ele for cumprido - e eu acredito que seja-, sinceramente não vai ter espaço para nenhum tipo de abuso por membro do Ministério Público, que precisam ter o respeito e o apoio de todos nós”, disse o parlamentar.

Por assessoria

Jenilson representará o AC em seminário sobre a construção da ferrovia Brasil-Peru


O deputado estadual Jenilson Leite ( PCdoB) representará o estado do Acre no seminário sobre a construção da Ferrovia Bioceânica para o Peru e o Brasil, sediado pela BJTU (Beijing Jiaotong University), em Pequim, na China. O evento que terá duração de quinze dias, e será patrocinado pelo Ministério do Comércio da República Popular da China, que custeará passagens e a hospedagem dos participantes.

O seminário contará com 25 participantes dos dois países que receberão o empreendimento financiado pelo Governo Chinês. Além do curso de formação sobre infraestrutura ferroviária, sistema de gestão ferroviária, eles serão levados à cidade de Xangai Qingdao e outros lugares no país asiático para conhecer a cultura e a história das grandes mudanças desde o início da reforma e da abertura da China para o capital.

O acordo para a construção da Ferrovia Bioceânica ou Transconinental (Brasil-Peru) foi assinado em 2008, sendo que o estudo de viabilidade técnica custou cinquenta milhões de dólares custeados pela China, que propôs o ambicioso projeto. A projeção de gasto para tirar o projeto do papel é de 200 bilhões de reais.

A ferrovia terá 4,9 mil km de distancia. A extensão do trecho peruano será de 1,6 mil km e o brasileiro, quase 3,3 mil km. Ela se inicia em Campinorte (GO), passando pelo Mato Grosso, Rondônia e Acre, até chegar à fronteira peruana, cruzando a Amazônia e os Andes até o porto, na costa do Pacífico.

Segundo o projeto, no Acre, a ferrovia ligará Rio Branco (capital) à cidade de Cruzeiro do Sul. Caso a ideia se concretize, o mapa econômico do país no tocante a saída e entrada de produto mudarão completamente. Isso, porque, a maioria das cargas que saem e entram no Brasil são a partir do Porto de Santos (SP) e Porto Paraguaçu, na cidade de Foz do Iguaçu (PR), gerando grande fluxo de capital oriundos dos impostos. A mudança não será apenas na movimentação das exportações e importações, mas também na economia para os estados da Amazônia, principalmente para o Acre que sai da condição de isolado.

A concretização desse projeto poderá auxiliar o Estado em relação ao transporte de passageiros. Uma vez a manutenção de trafegabilidade da BR-364 não é certeza. Pois o solo e as condições climáticas não favorecem a construção de rodovia na região.

Para o deputado Jenilson Leite, o seminário é um momento importante para se conhecer como na prática funcionam as ferrovias construídas pela China. “A China tem feito as maiores construção na área de ferrovia, como, por exemplo, o trem-bala que foi inaugurado recentemente pelo país. E participar desse seminário é uma oportunidade ainda que distante, de olharmos para o futuro do Acre com esperança “. Em relação aos benefícios que o Estado poderá usufruir, o deputado destaca que podemos sair de uma economia que movimenta milhões de impostos para à casa dos bilhões, assim como acontece com os estados da região Sul e Sudeste.

Ac24horas.com

domingo, 17 de setembro de 2017

Resistem à ideia de que os geoglifos do Acre foram construídos por povos indígenas

Blog do Altino Machado

Por Pirjo Kristiina Virtanen e Sanna Saunaluoma 


Geoglifo Água Fria, em Porto Acre, acesso pela Vila Pia, na BR-317. Foto: Diego Gurgel

No tempo em que construíram as geoglifos no Acre e nos Estados mais próximos, os povos indígenas viviam sem fronteiras criadas por governos e habitavam áreas amplas. Já tinham seus centros e lugares de encontros interétnicos. 

Quando foram construídos os geoglifos, a economia e a organização social eram diferentes de hoje. Por isso, as paisagens onde residem os povos indígenas têm mudado radicalmente desde os tempos de antes da chegada de não-índios, brasileiros e estrangeiros.

Na época, quando usavam os geoglifos, que são verdadeiras obras monumentais de engenharia, havia vários povos indígenas que hoje desconhecemos. Registros históricos mencionam nomes de grupos que já não existem.

No Acre, Amazonas e Rondônia, a multiculturalidade tem uma longa continuidade. Mesmo que muito tempo se tenha passado desde as construções dos geoglifos, para os povos indígenas atuais as formas destes e as cerâmicas achadas em seu entorno não são estranhas. Também as formas dos geoglifos. O nosso motivo ao abordar estas questões é valorizar os patrimônios culturais indígenas.

Os desenhos de geoglifos falam sua língua própria. Eles mostram que o uso da terra e do espaço foi detalhadamente planejado.

As composições de geoglifos revelam algo especial em matéria de pensamento e valores dos habitantes indígenas, que foram seus construtores.

As formas de geoglifos circulares, retangulares, e semirretangulares são formas geométricas comuns na arte indígena.

Nós acreditamos que as teorias de arte geométrica amazônica nos ajudam a entender os geoglifos, pois elas são intimamente relacionadas com meio ambiente.

O grafismo está baseado nos princípios do mundo xamânico e na presença de entidades da natureza - as que se manifestam e se tornam visíveis.

Essas entidades são, entre outros, seres da floresta e forças da natureza que, juntos, permitem a vida. Guardam águas, peixes, caça e recursos em geral.

Um motivo essencial para criar os geoglifos, além de sua prestação a atividades práticas, é a filosofia indígena. Para os indígenas, as pessoas são uma parte inseparável de natureza.

Esses povos prestam muita atenção a mudança de tempo, estações e posições de planetas, e é por isso que organizam muitos rituais ao qual estão ligados. Muitos geoglifos possuem partes que formam um complexo dessa configuração.

Para os apurinã, os geoglifos são seus lugares sagrados e associados com os seres que guardam os recursos naturais e são considerados como ancestrais. Vários geoglifos estão situados nas terras atuais deles, na divisa dos Estados do Acre, Amazonas e Rondônia.

Como são considerados pelos apurinã como sítios poderosos, os indígenas se aproximam com respeito. Nas comunidades indígenas, são os pajés que são especialistas a manter a conta de relações internas e externas com outros seres.

As estruturas de caminhos levam para os geoglifos e, assim, constituem uma parte inseparável do seu design.

Para chegar às paisagens monumentais no rio Purus, e em geral para se movimentar de um lugar para outro, um sistema desenvolvido de transporte era criado.

Muitas vezes se pergunta: quem construiu os geoglifos e para quê?

Há diversas opiniões de pessoas e teorias, que variam desde obras feitas por heroicas e misteriosas civilizações até por criaturas de outros planetas.

Todavia, há uma grande resistência das pessoas em aceitar que os geoglifos foram construídos por indígenas.

Ao contrário, seria mais fácil reconhecer as comunidades indígenas atuais, suas formas de se organizar e seus conhecimentos de viver com meio ambiente.

Pirjo Kristiina Virtanen é professora de Estudos Indígenas na Universidade de Helsinque

Sanna Saunaluoma é doutora e pesquisadora de arqueologia na Universidade de São Paulo

Tarauacá: Vereadora Veinha do Valmar cumpre agenda no rio Acurau



A vereadora Veinha do Valmar (PDT) acompanhada do vice-prefeito de Tarauacá, Chico Batista (PP), do secretário de Educação, Rocenir Arcenio, e do deputado estadual Jesus Sergio (PDT), cumpriram agenda política neste final de semana no rio Acurau, na BR-364, sentido de Tk/CZS. 




A vereadora e os demais estiveram na comunidade São Pedro, realizaram atividades esportivas, além de ouvir as demandas dos moradores. 



As reivindicações dos moradores que são de responsabilidade da prefeitura, o vice-prefeito e a edil buscarão sanar juntamente com a chefe do executivo. 




Já as demandas que são de competência de o Estado, o deputado Jesus Sérgio levará as solicitações aos secretários de Estado. 



A participação do secretário de Educação do município na comitiva teve como objetivo observar as situações das escolas e, desta feita, resolver as problemáticas ora apresentadas pelo professores e a comunidades.


Por Leandro Matthaus
Blog Tarauacá Agora




Pai de Joesley e Wesley Batista vai assumir presidência da JBS

José Batista Sobrinho é fundador da JBS, empresa batizada com as iniciais de seu nome; escolha foi anunciada neste domingo e ocorre após prisão de Wesley, então presidente da empresa.

Por G1

José Batista Sobrinho, fundador da JBS e pai de Wesley e Joesley Batista, foi escolhido por unanimidade pelo conselho de administração da empresa como novo presidente. A reunião ocorreu neste sábado (16) e foi comunicada neste domingo pela JBS.

A troca de comando ocorre após a prisão de Wesley, então presidente da empresa, na semana passada. Segundo comunicado da JBS, Batista Sobrinho vai completar o mandato em curso.

A decisão fortalece a presença da família Batista na empresa e contraria pedido do segundo maior acionista da companhia, o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), de afastar os Batista do comando a JBS.

Batista Sobrinho criou a empresa em 1953 como um pequeno açougueem Anápolis (GO) e foi seu primeiro presidente. Ele passou o comando dos negócios a seus filhos, mas se manteve como membro do conselho de administração da companhia.

"Fico orgulhoso de reassumir a empresa que fundei", afirma José Batista Sobrinho, no comunicado da JBS.

O conselho de administração aprovou também a criação de um "Time Global de Liderança", uma espécie de comitê executivo para assessorar o presidente na tomada de decisões. Esse time terá como os seguintes membros:

Gilberto Tomazoni, presidente global de operações;
André Nogueira, presidente da JBS nos EUA;
Wesley Batista Filho, presidente da divisão de carne bovina da JBS EUA - é filho de Wesley Batista.

Os conselheiros da empresa concordaram que a companhia terá que buscar um novo diretor financeiro para a JBS.

“Neste importante momento da empresa, a maior prioridade definida pelo Conselho de Administração é garantir o sucesso do negócio e a prosperidade dos colaboradores, acionistas e todos os stakeholders”, afirma Tarek Farahat, presidente do Conselho de Administração da JBS. Farahat assumiu a presidência do conselho após a renúncia de Joesley ao cargo em maio.
Prisão dos Batista


Wesley Batista, um dos donos da J&F; e diretor presidente da JBS deixa a sede da Polícia Federal, para ir prestar depoimento na Justiça Federal, após ser preso na Operação Tendão de Aquiles, em São Paulo, nesta quarta-feira (13) (Foto: Marcos Bezerra/Futura Press/Estadão Conteúdo)

A troca do presidente da JBS ganhou caráter de urgência após a prisão de Wesley Batista na última quarta-feira pela Polícia Federal. Até então, ele estava à frente da JBS, que é a maior empresa do setor de carnes do mundo.

A prisão de Wesley ocorre em um momento em que a JBS está executando um plano de venda de ativos de R$ 6 bilhões. A companhia também está em negociação com bancos credores para alongar sua dívida.

Ele foi acusado de uso de informações privilegiadas para lucrar no mercado financeiro. A JBS fez operações no mercado de câmbio e ações entre abril e 17 maio de 2017, data de divulgação de informações relacionadas ao acordo de colaboração premiada firmado entre executivos da J&F e a Procuradoria Geral da República (PGR). No dia seguinte à divulgação, o dólar disparou 8%.

O irmão Joesley Batista também foi alvo de mandato de prisão preventiva expedido pela Justiça Federal no mesmo dia, mas já estava preso desde o domingo (10), por outra acusação. O relator da Operação Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), Edson Fachin, acolheu o pedido de prisão temporária por conta de indícios de que Joesley tenha omitido informações na delação feita à PGR – o que anularia o acordo que lhe garante imunidade.

Disputa entre família Batista e BNDES

Desde que os irmãos Joesley e Wesley Batista confessaram sua participação em esquemas de corrução em seus depoimentos no acordo de delação premiada, o BNDES tenta afastá-los do comando da JBS.

O BNDES é o segundo maior acionista da JBS, com participação de 21,3% no capital total da empresa por meio do seu braço de participações, o BNDESPar. A FB Capital, empresa que reúne os negócios da família Batista, detém 42% da empresa.

O banco de fomento informou em agosto que iria defender em assembleia de acionistas que a JBS abra um processo de responsabilidade contra os irmãos Wesley e Joesley Batista e outros ex-executivos da empresa por prejuízos causados à companhia. O banco também pedia a saída de Wesley Batista da presidência executiva da companhia.

A assembleia de acionistas estava marcada para o último dia 1º, mas foi suspensa pela Justiça. O BNDES tinha conseguido uma liminar que impedia que a família Batista votasse na assembleia, mas os irmãos Batista conseguiram suspender a assembleia por 15 dias.

Após a prisão de Wesley Batista, o BNDES voltou a defender a troca de comando na JBS. Na última quarta-feira (13), o banco defendeu a abertura de um processo de seletivo para a escolha do novo presidente "em caráter definitivo para a JBS".

"Qualquer que seja o desenrolar destes fatos, contribuiria para o melhor interesse da companhia, e para a sua preservação e sustentação, o início de uma renovação de seus quadros estatutários", disse o banco estatal.

Alicia Keys volta ao Rock in Rio com Dream Team do Passinho, discurso sobre causa indígena e 'fórmula' igual


'Girl on fire' foi a mais cantada da noite como foi em 2013. Representante da comunidade falou sobre a demarcação de terras na Amazônia.




Por Braulio Lorentz, G1

18/09/2017 00h14 Atualizado há menos de 1 minuto


Alicia Keys (Foto: Fabio Tito/G1)

Alicia Keys mostrou ter mudado mais o visual (e o apreço, hoje maior, por causas ambientais e políticas) do que a "fórmula" de seu show, desde sua estreia no Rock in Rio, em 2013.

Em vez da cantora que se atrasou por problemas com sua chapinha de cabelo e desfilou com um look com um furinho embaixo do braço, nesta noite vimos uma mulher que abriu mão de maquiagens "em prol se sua negritude".

Falando de música, o set teve talento o tempo todo e sucessos soul só na metade final, a partir da arrepiante "If I ain't got you" até o fim, com "Empire State of Mind".

E teve protesto?

Além da estrutura do set, de novo, ela convidou brasileiros. Em 2013, foi Maria Gadú. Agora, chamou Dream Team do Passinho, Charles Bonfin, Pretinho da Serrinha e uma representante da comunidade indígena, Sonia Guajajara.

Ela defendeu a demarcação de terras na Amazônia. Durante o discurso, por cerca de 10 segundos a plateia gritou "Fora Temer".

Líder indígena fala sobre demarcação da Amazônia em show de Alicia Keys no Rock in Rio

"Existe uma guerra contra a Amazônia, os povos indígenas e o ambiente estão sendo brutalmente atacados", disse ela. O governo quer colocar à venda uma gigantesca área de reserva mineral. No próximo dia 20, haverá uma votação no Senado de um decreto legislativo que pode barrar todo esse absurdo. Senadores, vocês têm a chance de evitar isso. E nós estaremos de olho. Estaremos de olho porque não existe plano B. É a mãe de todas as lutas, a luta pela mãe terra. O mundo inteiro precisa vir para a linha de frente. Vamos pressionar. Demarcação já"

Mesmo com a beleza de "Fallin" e "No one", a mais cantada segue sendo outra, como há quatro anos. "Girl on fire" (aquela da trilha de "Salve Jorge") ainda é imbatível. Quem aí não se lembra de Bianca (Cleo Pires), a tal garota pega-fogo da novela? A música tem seu valor, mas é um hip hop diluidão aquém do resto do repertório.

Do disco "Here", de 2016, o destaque é a dançante "In common". Foi nela que o Dream Team do Passinho entrou para dançar. Mas diferentemente de Fergie e seus convidados na noite anterior,

Alicia não desceu até o chão... Cada um na sua, é claro. O negócio dela, veja bem, é tocar e cantar. E como canta.

sábado, 16 de setembro de 2017

Jenilson Leite participa do lançamento do plano agrícola nos municípios isolados do Acre. " Investimento é de quase sete milhões de reais".


O deputado estadual Jenilson Leite ( PCdoB) participou nos dias 14 e 15/09 do lançamento do plano agrícola para os quatro municípios isolados do Estado. O valor do investimento é de R$ 6,4 milhões, beneficiando mais de 2.400 famílias.


Na quinta-feria (14), o governador Tião Viana ( PT) acompanhado dos deputados Jenilson Leite e Lourival Marques ( PT) e de sua equipe de governo fizeram o lançamento do programa que beneficia centenas de famílias em Santa Rosa do Purus, Jordão e Porto Walter. A entrega do plano em Marechal Thaumaturgo ocorreu nesta sexta-feira, 15. A ação é gerida pela Secretaria de Extensão Agroflorestal e Produção Familiar (Seaprof).



O plano agrícola vai ao encontro das vocações de cada região. Horticultura, meliponicultura, suinocultura, fruticultura são algumas cadeias contempladas, além de haver um reforço na extensão indígena e no Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), que leva o produto do agricultor direto para as escolas dessas cidades.



Além dos quase sete milhões de reais do plano agrícola nestes municípios, o governo do Estado, por meio do Programa de Saneamento Integrado, que inclui pavimentação de ruas e água potável está investindo nessas cidades 100 milhões de reais. Os recursos oriundos do Banco Mundial transforma a vida de milhares de acreanos e embeleza as cidades inacessíveis via estrada. 


O deputado estadual Jenilson Leite que além de médico, é técnico agrícola comemorou os investimentos que fomenta a produção agrícola ."Este trabalho vem se somar aos investimentos que o governo está realizando na infraestrutura dessas cidades, junto com a garantia de segurança alimentar das populações indígenas. São ações que visam a qualidade de vida da população”, afirmou Jenilson, comentando o trabalho de saneamento, pavimentação, esgotamento e água tratada para 100% das cidades.


Assessoria Parlamentar
 Fotos : Gleilson Miranda

sexta-feira, 15 de setembro de 2017

Brasileiro fará 10 cirurgias ao vivo na Polônia para demonstrar nova técnica cirúrgica

"A organização de um evento deste porte é complexa, especialmente por causa das cirurgias que faremos ao vivo. Também será o primeiro Workshop, o que o torna ainda mais especial já que daremos atenção total à apenas uma das técnicas de transplante capilar", comenta Tykocinski, que foi destaque no último Congresso Mundial quando uniu snowboard com técnicas cirúrgicas para explicar novo instrumento médico.

É a primeira vez que essa quantidade de cirurgias será realizada em um evento internacional, serão dez pacientes com características diversas que ficarão até 8 horas no centro cirúrgico preparado exclusivamente para o evento. Segundo o especialista, todas as cirurgias são necessárias porque cada tipo de cabelo deve ter uma abordagem diferente na hora da retirada dos fios, para que o paciente não fique com cicatrizes visíveis e que tenha um aproveitamento maior dos enxertos removidos (chamados de unidades foliculares*).

"Na Europa a FUE não tem sido tão eficiente quanto deveria, há inúmeros casos de pacientes que ficaram com centenas de micro cicatrizes na região doadora, deixando o cabelo ralo e com aparência inestética após procedimentos mal realizados. Isso pode minar com a reputação da técnica FUE, que é vista como a 'sem cicatriz'. Queremos que a qualidade do transplante capilar esteja sempre à frente de interesses adversos ao que é o ideal para o paciente. Com a técnica apropriada e instrumentos adequados, o transplante capilar não deixa marcas visíveis e é extremamente natural", ressalta o Dr. Tykocinski.

Mais sobre o Live Surgery Workshop e 25º World Congress : www.25thannual.org

Mais sobre a técnica FUE:

Em uma sessão de transplante capilar FUE, podem ser transplantados até 5.500 fios (2.500 UFs*), 30% a mais do que anteriormente, sem deixar cicatrizes ou diferenças visíveis de densidade. Apesar do tempo de cirurgia, o procedimento é minimamente invasivo sendo realizado apenas com leve sedação e anestesia local. A recuperação é em apenas sete dias e o resultado é permanente.

Unidades Foliculares (UFs) - grupos que contém de 1 a 4 fios, formando assim o cabelo.

FUE (Follicular Unit Extraction) - técnica que retira as unidades foliculares individualmente com incisão superficial circular, sem deixar cicatriz linear e possibilitando a recuperação em apenas uma semana.

Sobre Arthur Tykocinski (www.cabelo.med.br).

Primeiro médico a receber o honroso título de Fellow da International Society of Hair Restoration Surgery, é formado pela Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo. Referência mundial do Transplante Capilar, membro da diretoria da ISHRS, já presidiu dois congressos internacionais e é indicado pelo site: www.hairtransplantnetwork.com, sendo até hoje a única clínica da América Latina que o integra.

Informações à imprensa

Visar Planejamento

(11) 3079-0123

Marcela Lima


Jessica Valente

Conselho de Segurança se reúne nesta sexta após lançamento de míssil norte-coreano

Reunião foi convocada depois que a Coreia do Norte anunciou o disparo de um míssil que sobrevoou o Japão antes de cair no mar.

Por France Presse

Membros do Conselho de Segurança da ONU votam a favor de novas sanções à Coreia do Norte (Foto: Jason DeCrow/AP)

O Conselho de Segurança da ONU fará uma reunião de urgência nesta sexta-feira (15), depois do novo disparo de um míssil pela Coreia do Norte, informou a presidência do órgão na quinta-feira (14).

A reunião será realizada às 15h de Nova York (16h, no horário de Brasília), segundo a presidência etíope do Conselho. Um diplomata disse à France Presse que o debate acontecerá a portas fechadas.

O lançamento de um novo míssil acontece depois que o Conselho de Segurança da ONU impôs nesta semana um novo pacote de sanções à Coreia do Nortepelo desenvolvimento de seu programa nuclear e balístico que incluiu um sexto ensaio nuclear, de uma potência sem precedentes nesse país.

Pyongyang havia prometido na quarta (13) acelerar seus programas militaresproibidos em resposta às "maléficas" sanções da ONU.

As novas sanções consistiram em um embargo sobre as exportações de gás para a Coreia do Norte, uma limitação às exportações de petróleo e de produtos refinados, e a proibição das exportações norte-coreanas de têxteis.

No entanto, o projeto de embargo petroleiro total promovido pelos Estados Unidos teve que ser abandonado para conseguir que a China, que fornece petróleo à Coreia do Norte e tem direito de veto no Conselho de Segurança, deu seu aval às sanções.

Lançamento

A Coreia do Norte lançou nesta quinta um míssil que sobrevoou o Japão antes de cair no mar depois de recorrer milhares de quilômetros, em um novo desafio de Pyongyang condenado "energicamente" por Tóquio.

O míssil foi disparado de um local próximo a Pyongyang e voou aproximadamente 3.700 quilômetros a leste, alcançando uma altura máxima de 770 km, ou seja, mais longe e mais alto que mísseis norte-coreanos anteriores, informou o ministério da Defesa sul-coreano.

Segundo o governo japonês, o míssil sobrevoou à ilha japonesa de Hokkaido (norte) às 7h06 do horário local, antes de cair no mar, a cerca de 2.000 quilômetros a leste de sua costa.

"O Japão jamais poderá tolerar essa ação provocadora da Coreia do Norte", disse à imprensa o porta-voz do governo japonês, Yoshihide Suga.